Hildo Rocha viabiliza kits de irrigação e trator para comunidades de Barra do Corda e Governador Luís Rocha

Hildo Rocha entrega trator para Associação do Povoado Coquinho (Governador Luiz Rocha)

Trabalhadores rurais do povoado Santa Fé (Barra do Corda) receberam, no último fim de semana, 40 kits de irrigação. Os implementos foram entregues pelo deputado federal Hildo Rocha e pelo superintendente da Codevasf no Maranhão, Jones Braga. Participaram do evento o vereador João Pedro, o empresário Aristides Milhomem, a assistente social Jaine Milhomem e o presidente da Associação de Moradores, Irmão Rorício. Os equipamentos foram adquiridos pela Codevasf com recursos oriundos de emenda parlamentar de Hildo Rocha.

O deputado explicou que a entrega dos equipamentos é a concretização de compromisso assumido em fevereiro deste ano quando a convite do empresário Aristides Milhomem o parlamentar visitou a comunidade. “Naquela oportunidade ouvi diversas reivindicações e assumi o compromisso de viabilizar 40 kits de irrigação. Hoje, temos a felicidade de fazer a entrega. Com isso, os trabalhadores e trabalhadoras terão condições de melhorar a produção de alimentos para a sua subsistência e melhoria da renda familiar”, declarou Rocha.

Hildo Rocha entrega kits de irrigação no povoado Santa Fé (Barra do Corda)

Governador Luiz Rocha

Ainda no fim de semana, o deputado esteve no município de Governador Luiz Rocha onde entregou uma patrulha mecanizada para a Associação dos Moradores Cocin. A máquina foi comprada com recursos de emenda parlamentar do deputado Hildo Rocha.

Participaram do evento o superintendente da Codevasf Jones Braga, o vice-prefeito Zezão, a deputada Graça Paz, os vereadores Márcio; Antônio José (presidente da Câmara municipal); James Paulino e Valmir. O ato foi prestigiado pelos secretários municipais: Ocilma (Educação); Gilson Maciel (Obras); Luís Carlos (Agricultura) e pela presidente da Associação, Ângela Maria.

 Reunião com trabalhadores rurais

Hildo Rocha participou de reunião no Sindicato dos Trabalhadores Rurais do Povoado Boca da Mata onde ouviu relatos sobre grande incêndio que aconteceu no mês de outubro do ano passado. De acordo com a comunidade o episódio matou animais e devastou propriedades. Diante da falta de atenção por parte das autoridades estaduais as comunidades afetadas solicitaram o apoio do parlamentar. Hildo Rocha se comprometeu em buscar ajuda junto ao governo federal e afirmou que vai buscar soluções para algumas das demandas referentes ao caso.

“Após um ano do incêndio que destruiu toda produção agrícola, o pasto e matou 41 cabeças de gado, o governo do estado nada fez para viabilizar a retomada da produção na comunidade. Isso mostra o desprezo do governador com as comunidades rurais do Maranhão. Agentes do Flavio Dino foram ao povoado, ano passado e garantiram ajudar. Entretanto, ficou apenas na promessa. Embora seja um assentamento estadual, vamos ver se o Incra pode ajudar a reativar a produção dos trabalhadores e trabalhadoras da localidade”, disse Hildo Rocha.

Demandas e conquistas de indígenas são debatidas com a presença do deputado Hildo Rocha

O deputado federal Hildo Rocha voltou a se reunir com lideranças indígenas para debater acerca da situação e avaliação das ações viabilizadas por meio de ações do parlamentar em benefício de moradores das aldeias localizadas nos municípios de Jenipapo dos Vieiras; Grajaú; Itaipava do Grajaú e Barra do Corda.

O encontro aconteceu neste fim de semana, na Aldeia El Betel. Participaram do evento a vice-prefeita, Clerismar Fernandes, que no ato representou o prefeito, Moisés Ventura; o Secretário Nacional de Saúde Indígena (Sesai), Marcos Toccolini; o coordenador estadual do órgão, Alexandre Cantuária; e caciques de diversas aldeias. Também participaram do encontro o empresário e líder político Aristides Milhomem; sua esposa, a assistente social Jaine Milhomem e vereadores.

Recursos assegurados

Após ouvir relatos sobre carências, dificuldades e demandas dos indígenas, o Hildo Rocha fez um breve relato das ações que tem realizado com o objetivo de melhorar a qualidade de vida da população indígena da região.

“Temos consciência dos problemas, das dificuldades e carências. Por isso, estamos fazendo a nossa parte. Conseguimos recursos para a reforma do posto de saúde indígena localizado no município de Jenipapo dos Vieiras. Também consegui recursos no valor de R$ 4 milhões que serão aplicados em obras de abastecimento de água que beneficiará moradores de 22 aldeias”, destacou Hildo Rocha.

Abandono

Rocha ressaltou que grande parte dos problemas vivenciados pelos índios deve-se à falta de atenção por parte do governo estadual que não cumpre com os deveres estabelecidos por lei. “O estado não consegue a regulação da saúde. Isso tem gerado grande descontentamento por parte dos índios porque quando eles precisam de atendimentos em algum hospital especializado não são atendidos por falta da regulação que o governo estadual não vem fazendo”, lamentou o parlamentar.

Rocha citou ainda a falta de atendimento aos estudantes indígenas. “Estão completamente desassistidos. Falta transporte, escolar, faltam professores, não tem merenda nem profissionais para preparar a alimentação escolar. O governo federal repassa regularmente os recursos para custear as despesas escolares dos estudantes dessas aldeias. Mas ninguém sabe o que o governador faz com o dinheiro”, enfatizou Hildo Rocha.

Ipiranga

O parlamentar participou de encontro com moradores do povoado Ipiranga, comunidade localizada no município de Barra do Corda. “Atendendo a convite da Nega do Ipiranga, líder da comunidade, visitei o precário sistema de abastecimento de água que serve mais de 3.500 moradores do distrito. Fiquei preocupado com a qualidade da água que é servida na localidade, pois não existe estação de tratamento e o rio que abastece o povoado recebe descargas sanitárias e outros poluentes vindos de cidades localizadas próximas. Isso explica o grande histórico de doenças transmitidas pela água e a elevada taxa de verminose que afeta principalmente as crianças”, disse o deputado.

Hildo Rocha disse que irá trabalhar com a finalidade de ajudar no atendimento da demanda. “Vou verificar no Ministério das Cidades e também junto à Funasa qual dessas duas instituições tem condições de construir uma estação, um reservatório e a substituição da adutora que já está danificada pela ação do tempo”, destacou.

Cavalgada

Ainda em Barra do Corda, Hildo Rocha prestigiou a grande cavalgada que aconteceu no povoado Clemente. “Não poderia deixar de atender ao carinhoso convite que recebi para participar desse maravilhoso evento. Fiquei feliz com a forma como fui recebido. Só me resta agradecer e também parabenizar os organizadores pelo sucesso da festa”, disse Hildo Rocha.

Codevasf inicia obra viabilizada por Hildo Rocha em Barra do Corda

Hildo Rocha, Jones Braga (superintendente da CODEVASF no Maranhão), Aristides Milhomem e demais lideranças de Barra do Corda acompanham o inicio da perfuração do poço no povoado Lagoa da Floresta.

Foi iniciada sexta-feira (21) a perfuração do poço no Povoado Lagoa da Floresta, no município de Barra do Corda. A obra, será realizada pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco, Parnaíba e Mearim (Codevasf). “No início deste ano estivemos na comunidade e, durante reunião com moradores do local, assumimos o compromisso de perfurar o poço. Hoje, graças a Deus, temos a felicidade de presenciar o início da obra que irá solucionar o angustiante drama da falta de água na comunidade”, destacou Hildo Rocha.

Participaram do ato, além do deputado Hildo Rocha, o empresário Aristides Milhomem; a assistente social Jaine Milhomem; o vereador João Pedro e lideranças da região.

O parlamentar lembrou que a obra é o resultado de articulação que contou com o apoio do presidente Michel Temer e também precisou do empenho de lideranças de Barra do Corda. Rocha ressaltou que no início do ano, apresentou ao presidente Michel Temer inúmeras reivindicações de interesse do Maranhão e recebeu o compromisso de que algumas seriam atendidas. “Com relação ao poço da comunidade Lagoa da Floresta, o presidente encaminhou a demanda para Dra. Kênia Marcelino, presidente da Codevasf. Em seguida, a demanda foi repassada para o âmbito da Superintendência do órgão no Maranhão, onde juntamente com o empresário Aristides Milhomem e outras lideranças do município, discutimos o assunto com o superintendente da instituição, Jones Braga que também se empenhou para tornar realidade essa obra relevante para a saúde e o conforto das famílias que moram no povoado Lagoa da Floresta” declarou Hildo Rocha.

Saúde indígena

Rocha participou ainda de reunião com lideranças indígenas de Barra do Corda, Jenipapo dos Vieiras e Fernando Falcão. O encontro aconteceu na aldeia Coquinho, no município de Jenipapo dos Vieiras. O evento contou com a presença de Marco Antônio Toccolini, diretor da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai).

O deputado ouviu relatos acerca de dificuldades vivenciadas pelas populações indígenas e destacou que no mês passado conseguiu a liberação de mais de quatro milhões de reais que serão investidos em ações de saneamento de áreas indígenas de Barra do Corda; Grajaú, Jenipapo dos Vieiras e Itaipava do Grajaú.

Rocha participou ainda de reunião com gestores da UEMA e recebeu prefeitos, ex-prefeitos, vereadores e lideranças de cidades da região.

Promotoria de Barra do Corda realiza audiência pública para cobrar melhorias na educação do município

Audiência pública foi realizada no salão do tribunal do júri do fórum de Barra do Corda

A 2ª Promotoria de Justiça da Comarca de Barra do Corda realizou uma audiência pública, no Salão do Tribunal do Júri do Fórum para discutir diversos temas relacionados à educação no município.

Entre os temas discutidos estavam a universalização da educação infantil, o cumprimento da carga horária mínima, instalações físicas e estruturais das escolas e as condições de trabalho nas unidades escolares. Tratou-se, ainda, da alimentação e transporte escolar, gestão democrática da escola, transparência na gestão de políticas públicas em educação e a extinção de salas multisseriadas.

Além do promotor de justiça Edilson Santana de Sousa, participaram da audiência o prefeito de Barra do Corda, Eric Costa; o presidente da Câmara Municipal, Gilvan José Pereira; a secretária municipal de Educação, Janete Cavalcante; a gestora regional de educação, Eva Lúcia Barbosa; o presidente da Comissão de Educação, Jaile Antonio dos Santos; a presidente do Conselho Municipal de Educação, Marinete Lobo; e o superintendente de Modalidades e Diversidades Educacionais, Claudinei Rodrigues.

Também participaram vários vereadores, educadores, gestores e servidores da área de educação, pais de alunos e representantes da sociedade civil.

Uma nova audiência pública foi marcada para o dia 16 de junho, às 9h, também no Salão do Tribunal do Júri.

TAC

Durante a audiência, foi firmado um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) entre o Ministério Público e a Prefeitura de Barra do Corda, a respeito do atendimento a estudantes com necessidades educacionais especiais. No documento, o Município se compromete a instituir uma política para atendimento dessas crianças e adolescentes.

Entre as medidas previstas estão a realização de um curso para gestores, técnicos, coordenadores e professores da rede municipal de educação, com pelo menos 80 horas de carga horária, com vistas a habilitá-los a fazer o diagnóstico preliminar das crianças e adolescentes com necessidades educacionais especiais. Esse curso deverá ter início no prazo de 15 dias.

A partir do encerramento do treinamento, foi dado novo prazo de 15 dias para a realização de um censo dos estudantes com necessidades educacionais especiais matriculados, para que sejam incluídas na política a ser implementada.

Também foi de 15 dias o prazo para que seja formada uma Comissão Permanente de Inclusão Educacional. A essa comissão caberá elaborar e executar um plano de ação que preveja, entre outras ações, o atendimento individualizado às crianças e adolescentes incluídos na política; a avaliação e acompanhamento psicopedagógico de crianças com dificuldades de aprendizagem, com encaminhamento para atendimento multidisciplinar; e a formação de quadros de professores e outros profissionais especializados, como intérpretes de Libras e professores de Braille.

A Comissão Permanente de Inclusão Educacional será formada por um representante indicado pelo Ministério Público, duas indicações da Secretaria Municipal de Educação (sendo, necessariamente, um psicopedagogo e um especialista em educação especial) e um indicado pela sociedade civil.

imagem ilustrativa/Imirante